Estudar no reino Unido-a minha vida pós curso. O que fazer depois? Part I

A mina vida em Inglaterra de 2010-2016

Estudei Jornalismo na University of Lincoln entre 2007 e 2010. Esses 3 anos foram simplesmente os melhores anos da minha vida.

Cresci muito como mulher, mudei-me para Lincoln, completamente sozinha, mal sabendo falar a lingua,sem saber cozinhar, sem  nunca ter vivido sozinha, sem sabendo muito do porquê que me aceitaram na Universidade  ( e em 4 outras universidades inglesas) com as minhas notas e sem provas da minha capacidade na língua inglesa…mesmo assim fui…

 

100_0628
Formatura em 2010  BA (HONS) Journalism 

O meu amor pelo jornalismo estava aqui a 100%. Sei que escolhi o curso certo, porque durante esses 3 anos, eu acordava super feliz sabendo que ia aprender algo novo, que ia ter uma aula nova, que aprender maneiras em que poderia melhorar a minha escrita

Nesses anos fiz o curso que sempre quis fazer, aprendi muito em termos técnicos e teóricos sobre a arte do jornalismo, escrevi em algumas publicações online,  tive o meu próprio programa de jazz na rádio da faculdade, fiz um estágio no Lincolnshire Echo, fiz um estágio na revista Jazzwise em Londres durante 2 meses depois de ter acabado o curso e continuei a escrever no meu blog…ás vezes…

2010…

O problema que tive foi quando acabei o  curso e estava em Londres a capital das oportunidades simplesmente perdi-me..não sabia o que fazer… aonde me dirigir e como me sustentar, já que a vida em Londres era 10x mais cara do que no norte, e tudo era 10x mais complicado. Estava em Londres também sozinha, sem amigos, familia ou dinheiro portanto ninguem que pudesse me emprestar o sofá durante umas semanas se precisasse.

Voltar para Portugal naquela altura era impensável. Portugal estava numa crise económica tremenda e eu sentia-me como um peixe fora da água cada vez que ia a Portugal, já não era a minha casa mas ainda era o meu país e já não me identificava com o País.

Tentei encontrar mais estágios durante alguns anos, mas eles eram todos sem renumeração e eu tinha contas para pagar.Tentei também voltar para Portugal mas nem estágios nem emprego. Trabalhava aos fins de semana e fazia horas extras, mas não conseguia trabalhar durante a semana no estágio e fazendo só as horas de fim de semana no trabalho. Tinha que fazer ou um ou outro e naquela altura, não conseguia encontrar trabalho na área dos média ou estágios renumerados.

Entretanto no meu trabalho tudo estava a correr bem tendo sido promovida para supervisora. viagei com o meu trabalho um pouco por toda a Inglaterra, chegando até a trabalhar na Àustria durante alguns meses, mas nunca esqueci do meu sonho, das minhas paixões.

Continuei a escrever. Continuei a procurar estágios e trabalhos nos média durante alguns anos e alguns deram-me como feedback que o meu inglês tinha que melhorar ou que precisava de mais experiência, ou ofereciam-me só estágios não renumerados, é que alguns nem transportes e subisidio alimentar pagavam, muito porque o Reino Unido estava também a passar por uma crise enorme

Vi-me presa.

Presa num trabalho pouco criativo.

Presa num país que não era meu mas que também por causa das condicões económicas de Portugal era impensável voltar para casa.

Presa nas contas e responsabilidades

Ficamos a pensar que só quem nasceu com o berço de ouro, é que tem possibilidades de trabalhar o ano todo em estágios

Trabalhei muito para guardar dinheiro para fazer alguns estágios mas conseguia no máximo com as despesas fazer 1 mês de estágio…

foi complicado…

Tentei também encontrar trabalho e estágios fora de Londres, mas não consegui nada, muito porque o centro das oportunidades dos média é em Londres e não havia muitas oportunidades na altura fora de Londres

2014…

Com as  palavras de um bom amigo, passado uns anos, voltei á luta. Eu  lá consegui encontrar um site First Ear onde voltei a escrever sobre música a minha paixão. Criei também outro blog só de música WE Found Music agora já extinto. E isso me fez feliz. Ser criativa outra vez…

Tinha que ter  outra vez uma boa network. Por mais que contactasse artistas e produtores para entrevistas para o blog, era sempre recusada, já que o meu blog era pessoal, quase como portfolio.  E por mais que tentasse enviar mais curriculos para empregos e estágios. As respostas eram as mesmas o inglês era agora perfeito, mas falta-me experiência ou os estágios se fossem renumerados eram só de 3 meses, 6 meses. Nunca fixos de 12 meses ou permanentes. E só alguns meses de estágio ou trabalho temporário, sem garantias de arranjar outro logo de seguida, na a minha situação, não era suficientementente viável para a minha vida.

Estar instável, sem saber o pão de amanhã, se ficarei ou não num emprego. È que esses trabalhos e estágios de 3 meses, 6 meses e 12 meses podem ser terminados a qualquer momento, mesmo que sejas a melhor funcionário do mundo, já que são trabalhos temporários. E eu não consigo viver assim, sem saber se ao amanhecer terei um emprego

Entretanto cheguei a gerente de loja no meu trabalho. Mais responsabilidades, mais ££. Mas sem nunca esquecer-me dos meus sonhos. Continuei a procurar emprego e trabalho nos média. Isto agora já são 6 anos de nãos semanais, as mesmas desculpas, que não tinha experiência, que precisavam-me só durante alguns meses, que queria pessoal mais novo ( sim deram-me essa desculpa)

Tirei também durante este últimos anos dois cursos. Business and Administration e lean Management Techiniques para me ajudar a talvez encontrar trabalho é que só com um curso de jornalismo, hoje em dia não dá. a competição é muita…

 

2016 Part II… (em breve)

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s