Artigo: Porquê é que não falas inglês? – Viver no Reino Unido

images-10

Vi esta semana um programa no canal inglês Channel 4 que me trouxe memórias agridoces.Lembrou-me de como foram os meus primeiros meses em Lincoln, Inglaterra.

O programa, Why dont you speak inglish?, retrata a vida de quatro imigrantes do Congo, Colômbia, China e da Polónia que vivem e trabalham em Inglaterra há cerca de um ano ou mais, mas que não falam inglês. Deixaram os seus países por diversos motivos, sendo pela guerra no Congo, pela falta de emprego na Colômbia e na Polónia ou no caso da chinesa porque o marido veio para Londres há procura de uma vida melhor.

A razão porque não falam inglês é só uma, porque não tem acesso á língua. Todos os imigrantes, neste documentário, vivem rodeados de pessoas das suas comunidades que falam a sua lingua, podemos ter como exemplo a polaca, que vem a Inglaterra há já seis anos on\off mas como vive com polacos, trabalha com polacos e tem só amigos polacos  tendo por isso um inglês fraquissimo.

Uma das consequências óbvias é que sem falar fluentemente inglês não há emprego. Fora aqueles trabalhos temporários, que arranjam por meio de amigos e conhecido de amigos,

não conseguem arranjar nada que lhes possa dar um futuro em Inglaterra.

E sem emprego, nao conseguem melhorar o seu ingles, nao conseguem criar amizades fora das suas comunidades, ficando essencialmente isolados, vivendo no Reino Unido mas nunca aproveitando nenhum dos benifícios que é viver neste país, nunca conhecendo a cultura, os costumes, as pessoas, muitos chegam a nunca sequer sair da área onde vivem.

Eu passei por algo semelhante. Quando cheguei em Lincoln em 16 de Setembro de 2007, o meu inglês era minímo. Estudei BA ( Hons) Journalism na University of Lincoln  Sabia desenrascar-me como todo o português e imigrante, mas o meu inglês era tão mau que nem sequer conseguia completar uma frase sem fazer erros.

Também não ajudou o facto de que tinha só amigos portugueses e estrangeiros. Apesar de eles terem sido uma das pessoas mais importantes da minha vida ( sem eles não teria sobrevivido, com uma mente sã o meu primeiro ano) , e ainda ser amiga de muitos até hoje. Todo aquele processo de ainda falar português diariamente ou falar com estudantes que tinham um inglês pior ou igual ao meu, veio atrasar um bocado o processo da minha aprendizagem á lingua.

Eu realmente só aprendi a falar inglês apartir de Março de 2008, quando  arranjei um emprego entre ingleses e quando quase todos os estudantes de Erasmo voltaram para os seus respectivos países. Fiquei na altura só com os meus colegas ingleses.

Até hoje supreendo-me com o facto de nunca ter tirado uma negativa na faculdade, as minhas notas eram aliás muito boas, já que arranjava sempre alguém que me traduzisse os trabalhos e corrigisse os meus erros.

Mas foram tempos complicados. Eu bem tentei aprender inglês antes de ir para Lincoln, frequentando durante alguns meses o British Council no Rato, Lisboa. mas isso não deu em nada. Talvez porque tinha uma enorme perguiça de estudar depois de trabalhar quase 50 horas semanais ( estava a juntar dinheiro para ir para Lincoln). tinha Livros e DVds e passava algumas horas na internet a ler para tentar aprender a lingua, mas nada. Cheguei em Lincoln e pareciam que estavam a falar chinês comigo. 

O problema é que eu conseguia entender e ler inglês, mas falar nem pensar.

Mas lá me desenrasquei.

Será que mudava algo do meu passado? Não. Continuaria a seguir a trajéctória que segui, conhecendo todas as pessoas maravilhosas que encontrei pelo caminho e chegando a Lincoln sem medo do desconhecido mas talvez faria um bocadinho mais de esforço de falar com os meus colegas de faculdade ingleses. Deixaria a minha vergonha de lado de estudar Jornalismo sem falar ou saber escrever a língua e talvez convidava-os para tomar um café ou um copo.

Aqui vão o meu TOP 5 de dicas se fores imigrar para qualquer país: 

  1. Tenta aprender a língua o mais possível antes de viajar a.k.a vencer a perguiça. O conhecimento da língua só irá melhorar com o dia a dia, mas pelo menos terás o básico.
  2. constrói uma rede de amigos que só falem a língua que estás a tentar aprender.
  3. Increve-te numa actividade social ou até de desporto em que poderás conhecer mais pessoas, conversar, socializar, aprender sobre a cultura
  4. tenta ficar longe de pessoas do teu país ou pessoas que falem a tua língua… Sei que é complicado… e é uma dica que pode criar alguma controvérsia, depois de tudo o que escrevi mas realmente se estiveres noutro pais por pouco tempo, ex um verão, e queres aprender a língua de uma forma rápida, fica longe de qualquer pessoa que fale portugues. Eu sempre quis ficar em Inglaterra, por alguns anos, por isso tive alguma flexibilidade e mais tempo para aprender inglês. Sabia que mesmo com todos os meus amigos dos quatro cantos do mundo, eu eventualmente iria aprender a língua.
  5. Encontra um emprego, part-time ou full-time. Nem que seja só por 3 meses, de preferência com ingleses, trabalhar numa loja de roupa ou num restaurante é perfeitoque não terás de falar ingles com os teus colegas como também com clientes

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s