Vídeo: Conheçam o Casey Haynes a vitima de Bullying que retaliou e virou um herói por todo o mundo

Depois de anos a sofrer nas mãos dos seus colegas de escola, o australiano Casey Haynes, disse Basta!! e finalmente enfrentou aqueles que o aterrorizaram durante anos.

Anúncios

4 Comments Add yours

  1. Merovingian diz:

    …agora tem fãs; agora tem pai e irmã que se importam (embora, pela omissão, digam-se impontentes ou inobservantes), … agora têm a força dos miseráveis que, juntos, fazem um grande barulho. É sensato imaginar que a única pessoa razoável, nesse imenso mutirão de fezes, é o proprio garoto que, apesar de todo o peso dos covardes sobre si, REAGIU. E é neste exato momento que devemos lembrar de quanto pesam os mesmos miseráveis que o aconselhavam, em todos os momentos de sua vida, a não revidar,

    a não reagir, a se conformar, e a esperar passar (são essas as suas últimas palavras na entrevista) e, pelo que consta, são conselhos cristãos e bíblicos. É digno de nota, imaginar como não ficam os diretores e responsáveis pela escola nessas ocasiões infames (onde não dá para impor a autoridade sobre o fraco, já que sobre o forte nunca o fazem: certamente que nenhum diretor quer problemas com o filhinho da puta de um juiz ou de um traficante, …

    mas sabe muito bem como moralizar um gordinho panaca… afinal, quando se é diretor (ou outra bosta qualquer) algum serviço tem de ser mostrado), … como não devem ficar servis e atenciosos… e, no fim, a ordem é essa, não importa este episódio, não importa o impacto da mídia… são todos manipuláveis; na propria entrevista o garoto é manipulado a dizer que não foi violência, que não foi vingança, que não foi explosão… a entrevista é controversa e com algo grau de inconsistência.

    Digamo-lo outra vez: o rapaz é o único que parece ser sensato. Mas o que de fato ocorre ali, é simples (mesmo que ele me pareça exceção): é o fraco se fazendo de forte pelos números, mas sempre com atitude omissa e anarquista…. faltavam-lhe os amigos, … faltou-lhe a família, … omitiu-se-lhe a escola, … ausentaram-se-lhe as autoridades (afinal, o mote desta questão parece ser uma contravenção)… todos, entretanto, viam e consentiam com tudo.

    Em outras esferas do convivio social e da propria lei, tal postura implica, igualmente, em crime (“De acordo pelo código penal brasileiro, a negligência com um crime pode ser tida como uma coautoria.”). Essa cambada de gente merda, … só reage se alguém lá no fundo gritar, … e se este fundo fizer barulho, porque nessas condições (que faz todo anarquista se sentir em casa), aí sim, alguma coisa parece acontecer (seja lá o que for).

    Enfim, se querem ver as coisas do modo equilibrado e ordeiro, entao entoem algum grito de guerra como: “nao tolerarei e usarei de violencia, assim como de todos os meios disponíveis, dentro ou não da lei, contra todo aquele que, sem uma justa razão, molestar ou agredir a mim, aos meus ou a outrem”.

    “No Brasil, a gravidade do ato pode levar os jovens infratores à aplicação de medidas sócio-educativas. De acordo pelo código penal brasileiro, a negligência com um crime pode ser tida como uma coautoria. Na área cívil, e os pais dos bullies podem, pois, ser obrigados a pagar indenizações e podem haver processos por danos morais.” – http://pt.wikipedia.org/wiki/Bullying

    Gostar

    1. Angielopes's weblog diz:

      uuaauuu obrigadíssimo pelo teu comentário e é fácil reparar que tens ideias muito forte sobre o assunto mas vale a pena relembrar que a violência não resolve nada. Vale também a pena relembrar que Casey, foi vitima de Bullying desde a escola primária mas durante esse tempo todo ninguém reparou ou levou demasiado a sério as suas queixas, por isso a culpa é dos professores, seguranças da escola e do pai, no entanto é fácil reparar que o Casey não lutou com o agressor mas simplesmente fe-lo parar, deitando-o ao chão, e isso prova que a violência não resolve nada e o que é preciso é simplesmente dizer um enorme BASTA, seja essa por modo de palavras ou de pequenas acções como essa.

      Eu só desejo que todas as escolas passem a levar mais a sério as queixas de Bullying dos alunos e que tenha uma política mais severa em relação ao assunto, como a expulsão ou suspensão de agressores ou suspeitos de agressão

      Gostar

    2. Ei, seu babaca estúpido, você só disse besteiras(asneiras) e nem sabe quem é a vítima de verdade. A verdadeira vítima foi o gordinho e não o magrelo FDP!! Me surpreende o fato de que tu sejas tão ignorante a ponto de não perceber que o Casey Heynes estava se defendendo de uma agressão de Richard Gale e não praticando bullying, seu jumento!! E tem mais, se Casey fosse um bully, não teria apanhado tanto a ponto de reagir só no último minuto.

      Gostar

  2. john diz:

    Casey Haynes acted very sure those kids really have to take a beating els do not go to school to study, but to make it hap riot and cause more than fifty years.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s