Retrospectiva: o meu cabelo e eu, eu e o meu cabelo

Uma pequena história:

O meu cabelo esteve super curto durante os anos de 2007 e 2008, simplesmente porque quis ter o cabelo curto. Estava farta de passar horas no cabeleireiro a tratar do cabelo, a por rolos, tratamentos, sentar 1 hora debaixo do secador e esticá-lo, senti nessa altura que a vida estava a passar diante de mim e eu não podia fazer nada, já que estava ocupada a tratar do cabelo. Durante este tempo (2007 e 2008) não usei nenhum producto químico, como desfrizo ou permanente, lavava-o a cada 3 dias e  punha um bocado de gel e quando nao havia gel só agua.

Este foi o pequeno ‘afro ninja’ que usei durante o ano todo de 2009. Durante aquele ano apeteceu-me ter o cabelo um bocadinho de nada mais comprido mas não sabia a mínima ideia o que fazer, já que doia-me imenso penteá-lo todos os dias, e odiava todo o processo das loções e poções mágicas que não davam resultados nenhums . Lavava o cabelo a cada duas semanas, nunca hidratava nem fazia tratamentos e lavava com o shampo Pantene Pro-v, resumindo uma grande confusao.   O penteado era o mesmo mas de vez em quando mudava a cor da fita do cabelo, ou era vermelha ou era preta. O meu cabelo estava também a cair que nem doido, entupi várias vezes o ralo do chuveiro e chegava a apanhar vários punhados em cada lavagem. Tinha também vários pontos sem cabelo nenhum.

No princípio de 2010 ( Fevereiro Marco) acordei a pensar na Cleópatra ( estranho eu sei, mas na altura andava a pesquisar civilizações antigas por curiosidade e não parava de pensar nela) e como ela usava leite para ter a pele macia e azeite para ter a pele e os cabelos suaves. A ideia pareceu-me prática e barata já que andava sem dinheiro nenhum como a maior parte dos estudantes universitários.Procurei no google como aplicar azeite no cabelo e encontrei centenas de websites, blogs e vblogs dedicados a ensinar como cuidar do cabelo natural africano.Vi centenas de vídeos e li dezenas de posts e aos poucos percebi o  porquê de eu estar com o meu cabelo a entupir o ralo.

Em marco de 2010 cortei o cabelo todo outra vez e comecei a tratar dele como ele merece.  A minha primeira medida foi deitar no lixo as dezenas de productos que tinha que só estavam a estragar o meu cabelo, como os productos da marca Pink, Dark & lovely , Organics Root stimulator, Afrovida e Motions. Comecei a usar productos que realmente hidratam o meu cabelo como Azeite, Manteiga de Karité, mel, maionese, Naked da Boots, Vatika oil entre outros.

Comecei também a experimentar mais em relação a penteados como Mohawk, trancas

Torcidos:

E extensões kinky twists:

cometi imensos erros durante este ano e meio ,como usar só productos carissímos porque pensava que por eles serem caros seriam a solucao para todos os meus problemas a usar productos que só estragaram ainda mais o meu cabelo como o Shampo DR. Bronner’s, que deitou ao lixo ano e meio de miminhos ( tive de cortar recentemente cerca de 10 cms.

Todos os meses experimento novos penteados. Agora parei de ver o meu cabelo como uma tarefa ardorosa mas sim como um hobbie, daí escrever neste blog sobre cabelos porque para mim não passa de um hobbie. Tenho como um dos 25 coisas para fazer antes de morrer, ter o cabelo pelo meio das costas, mas não tenho pressa. Por agora, quero mesmo é que ele esteja saudável, macio e que nunca mais caia aos punhados como no ano passado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s