O porque que o fim de namoro de amigos meus, destruir aos poucos o meu romantismo

Penso que todos conhecem ou já ouviram falar, de um casal que esteve sempre junto desde que os tempos são tempos mas que repente, sem nenhuma explicação, tudo acabou. Recebemos de repente no nosso news feed de noticias do Facebook a terrível noticia: Paula e Jorge já não estão numa relação. Odeio quando isto acontece.

Tenho amigos meus que estiveram juntos desde a altura do Ensino básico. Atravessaram juntos a terrível adolescência, mudaram de personalidade juntos, cresceram juntos, comemoraram juntos a entrada na idade adulta, foram para a mesma Universidade, alguns, até filhos tiveram e de repente tudo acaba.

Quando isso acontece,algo é destruído dentro de mim. O meu romantismo. Eu que já fui chamada da última romântica da Cova da Moura, de repente fico sem resposta.

Alguns casais representam para mim o Amor. Reparo na química, na tensão sexual eterna, no respeito mútuo, na telepatia  que só alguns amantes tem, no prazer que tem em falar um do outro quando a outra metade não está presente, eles afinal  ficaram juntos mesmo quando todos os inimigos e invejosos á volta tentavam atirar adagas ao desbarato na direcção deles.

Algo morre em mim, porque fica a eterna dúvida, eles que tinham uma relação aparentemente perfeita acabaram, o que será do resto dos mortais?

Quando tenho o prazer de conhecer um casal assim fico sempre com mais certezas de que é sempre melhor esperar por algo especial e recuso-me sempre a ter menos do que mereço. não vale a pena andar nesta vida com amores que nós sabemos que não são os ideais. É que eu odeio quem me faca perder o meu tempo.

Claro que há muita gente que vê o fim de uma relação tão longa e diz logo, eu sabia, eles um dia tinham de acabar.Eu sabia que não há ninguém perfeito. Ai a inveja.Tantas vezes que ouvi estas frases de pessoal conhecido. Eu vejo o fim destas relações com imensa pena. Porque a grande maioria das vezes os dois nasceram mesmo um para o outro. Talvez foram o grande amor da vida um do outro, mas decidiram seguir fados diferentes. Talvez um dia ainda voltem a ficar juntos.Isso mesmo. Quem sabe, talvez um dia… A esperança, essa nunca morre. Fico sempre a torcer que voltem um para o outro.

Amor é por Sara Tavares álbum Balance (2005)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s