Andar no metro de Londres é uma completa aventura

Muita gente me pergunta como é andar no metro de Londres, principalmente como é andar nele em hora de ponta.

hummm…como é que poderei explicar isto, sem ferir as susceptibilidades dos meus caros leitores?

É no mínimo uma aventura.

Parecemos mais gado para o abate, todos ali em linha, á espera de ir para o nosso destino, dando sempre passos muito curtos senão atropelamos alguém…aiii se falhamos um passo ou se, sem querer atropelamos alguém…o caldo fica logo entornado…e a seguir é quase como um dominó se tu falhas um passo a pessoa atrás de ti perde o ritmo e também falha um passo o que leva a pessoa atrás a também falhar os seus passos.Absolutamente fascinante.

Á minha volta só vejo caras de desespero. O proletariado inglês, cansado depois de uma dia trabalho, impacientes para chegar a casa e esquecer os terríveis minutos em que estiveram como sardinhas em lata.Mas o melhor de tudo é ver os turistas ou os recém chegados a Londres, como eu, completamente espantados com aquilo tudo. Dá pra reconhecer logo quem são. Se um dia cá vierem a Londres reparem naqueles que tem um sorriso no rosto a observar aquela situação ou no óbvio, naqueles que estão a tirar fotos em plena estacao.

Para terem uma nocao de quantos passageiros eu estou a falar, de acordo com a TFL ( Transports for London) cerca de 72 milhoes de pessoas passam por ano só na estacao Victoria e a estacao de Waterloo chega a ter cerca de 49,000 passageiros só num espaço de 3 horas ( hora de ponta, pela manha).

Decidi hoje por alguma razão ir a Oxford Street tomar um café. Lembrei-me de Lisboa e de como sempre ia ao Chiado ou á Graca tomar uma bica para relaxar e pensar depois de  um dia de trabalho. Em Londres soube hoje que isso será impossível. É que só o processo de chegar ao meu destino deixa-me completamente esgotada. Preciso de, por vezes, mudar linha várias vezes, demoro depois cerca de 20 minutos só para sair da estacao, e assim que chego a Oxford Street tenho milhares de pessoas em que tenho de ter cuidado para não atropelar e para não me atirarem ao chão, tal é a pressa que eles tem. Mesmo que sejam só turistas a fazer compras, a dar uma olhadela ou Londrinos a caminho de casa, parece que ninguém tem tempo a perder, eles andam rápido…muito RÁPIDO, aliás convém fazer o mesmo senão está logo tudo perdido e és literalmente arrastado pela rua abaixo.

Contudo, apesar do stresse que é sequer sair da estacao, estou a adorar Londres. É uma cidade fascinante, parece que cada rua conta uma história, cada rua fala-se uma língua diferente , sem dúvida uma das cidades mais multi-culturais deste planeta, mal posso esperar para ir a todas as ruas do centro de Londres, a todos os teatros, a todos as salas de espectáculo e claro a todos os bares de Soho.

Só tenho que ter paciência no metro…

Nota: bem…este post está cheio de metáforas, desculpem lá o mau jeito e desculpem lá também a falta de acentos em algumas palavras mas acho que o meu wordpress está de greve:/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s