Critíca: Kings of Leon-Come around Sundown

Passaram-se sete anos desde que os Kings of Leon, lançaram o seu primeiro álbum, Youth and Manhood (2003). Sete anos desde que eles levantaram a barra de qualidade, para todas as bandas indie-rock, e se tornaram na melhor banda do mundo.

As expectativas eram altas, tanto de críticos como de fãs. A grande dúvida por dois anos, era se os Kings of Leon, seriam capaz de fazer outro álbum tão bom como Only by Night (2008).O novo álbum Come Around Sundow, é no entanto outra obra prima, talvez melhor do que o quarto álbum.

Desta vez eles começaram o álbum pelo fim com a música The End, Caleb explicou que uma das razoes principais de eles começarem o álbum por The End é porque esta música tem alguns elementos do último álbum, por isso não irá assustar muito quem gostou do último álbum

São os Kings a voltarem ás suas raízes de Tenesse, EUA, com músicas como Mary,Radioactive e Pickup Truck. Caleb, escreveu esta música, quando a banda estava toda num campo a pescar e a cozinhar na fogueira, sentido-se como homens de verdade,  sendo a música, por isso, uma homenagem ao homem do campo, ao Southernman.

Nathan Followill, baterista, explicou no site oficial de Come around Sundown que ele podia ter tentado milhões de combinações para a bateria e a melodia de Pickup truck mas as letras de  Pick up pediam uma melodia que crescesse aos poucos, até atingir o auge, descendo depois de tom por alguns segundos e voltando outra vez, aos poucos, com toda a forca.

É isto que eu adoro nos álbuns de Kings of Leon, as melodias românticas, épicas, as letras intemporais, íntimas,e do facto de que o álbum todo ter sido feito com muito cuidado,  sendo que a ordem das músicas não é de todo ao calhas, estão todas lá para contar uma história. Kings of Leon é uma das poucas bandas em que eu posso ouvir os álbuns do princípio ao fim, nunca há uma única música, em todos os álbuns dos Kings, em que eu me pergunto do porque de ela estar lá, todas tem um propósito.

Come Around Sundown: Nota: 5/5

The End

Radioactive

Pyro

Mary

The face

The Immortals

Back down South

Beach Side

No money

Pony up

Birthday

Mi amigo

Pickup Truck

2 Comments Add yours

  1. Pablo diz:

    A unica musica que conseguiu me agradar de verdade foi ”Pyro”, o restante foi bem razoável. 2,5/5,0

    Gostar

    1. Angielopes's weblog diz:

      Obrigada pelo teu comentário🙂
      Pyro é mesmo uma das melhores músicas do álbum, mas este álbum, para mim, merece ser ouvido do princípio ao fim vezes sem conta…

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s