6 coisas que eu gostaria de ter sabido antes de ter começado este blog

Comecei este blog a 28 de Julho de 2008, com o post Impulsos, e desde aí aprendi muito sobre o verdadeiro significado do termo Web-log. Confesso que comecei este blog, porque todos os meus profs em Lincoln disseram que um jornalista hoje em dia precisa de ter um blog, que é essencial para encontrar um emprego no século XXI, blá blá blá.

Devido á mini-campanha deles lá abri uma conta no wordpress.Em 2008 tive á volta de 20 leitores…num ano. Em 2009 á volta de 80 p/ano. Em 2010 cheguei em menos de seis meses a 12,000 leitores. O objectivo é chegar aos 20,000 até dezembro de 2010.

Aprendi muito, e o que começou como uma obrigação acabou por virar paixão e agora já é parte de mim, por isso, aqui estão alguns conselhos que eu daria a mim mesma, á dois anos atrás:

  1. É preciso levar o blog a sério: Confesso que tinha um blog só por ter. Tinha um post a cada seis meses e penso que no ano de 2008, tive pouco mais do que 20 visitantes neste blog, o layout do blog era horrível, não tinha jeito nenhum, porque não tinha amor nenhum por ele. De vez em quando lá tinha um post ou outro. A maior parte eram crónicas e vídeos de música, nada de muito interessante. Agora sei que quanto mais posts tiver mais visitantes terei. E mesmo que este blog não tiver um dia 1 milhao de visitantes por dia, pelo menos terá para mim duas funções muito importantes para manter a minha sanidade: praticar o meu português escrito e falado que é muito mau de momento e servir como um diário onde adiciono diariamente algumas das minhas paixões e descobertas, já que já estou a ficar velhinha e a minha memória está a ficar horrível. Por vezes, simplesmente não me lembro onde li certos artigos ou vi certas fotos.Este blog serve para por todos os links, fotos, músicas e desejos pessoais meus num só lugar.
  2. Antes de carregar no botão publicar, PENSAR primeiro: Este é um dos meus piores maus hábitos como blogger. Por vezes estou tão em pulgas para partilhar uma nova descoberta, que por vezes, esqueco-me de reler o que acabei de escrever. Resultado: Erros de gramática, acabo por deixar coisas importantes de lado porque me esqueci e depois passados dois dias lá me lembro e lá tenho de voltar a editar tudo, dando lugar a um post completamente diferente, confundindo por vezes o leitor. Já para não falar do layout dos posts, esquecendo-me por vezes de alguns vídeos ou das imagens certas, nada do que 24horas para pensar no assunto não resolvessem a questão.
  3. Ler muitos Jornais, revistas e  livros ajuda…e muito: Porque simplesmente é de lá que vem as minhas noticias e inspiração para novos posts. Não leio só jornais ingleses mas leio jornais de qualquer país, desde que entenda a língua como é óbvio. Tento ler todos os dias jornais norte-americanos, brasileiros, portugueses, espanhóis e claro ingleses. No princípio só escrevia crónicas e críticas de música, mas há um mundo todo á minha volta que por vezes é bem mais interessante do que o meu casulo. Foi por ler o Sunday Times todas as semanas e a Marie Claire todos os meses, que fiquei extremamente interessada em Moda e fiquei com cada vez mais certezas de que quero trabalhar em revistas.
  4. Deveria ter criado mais posts sobre a minha educacao no Reino Unido: Arrependo-me muito de não ter criado mais posts sobre as minhas aulas e das coisas que aprendi diariamente com os meus profs, especialmente em algumas conferencias espectaculares que fui com pessoas ligados ao mundo dos média. Tive editores de todos alguns jornais nacionais a dar conferencias na minha Universidade, como o editor do Daily Telegraph, BBC, John Pilger entre muitos outros.Que a bem ver agora daria posts espectaculares sobre o mundo média em Inglaterra. Mas simplesmente não me lembrei na altura. Este blog começou como um blogger de uma portuguesa a estudar no Reino Unido e eu mal escrevi sobre as minhas aulas. Ás vezes alguns amigos meus perguntam-me: E então como é estudar jornalismo no Reino unido? Este blog serviria para satisfazer alguma curiosidade do tipo de aulas e não de coisas muito gerais mas agora não á nada a fazer(penso eu).Peco imensa desculpa, mas certas ideias só vem tarde demais.
  5. Criar contactos dentro da blogosfera vale a pena e é divertido: Cada vez que deixo um comentário num blog qualquer ganho instantaneamente mais uns 10 leitores. Reparei isso este ano quando durante uma semana deixei comentários em vários blogs portugueses e os visitantes desse blog clicaram no meu link. Passei numa semana de 10 leitores a 80. E vieram todos desses blogs. Interessante não é? 😉 Além do que é extremamente educativo ver outros blogs de sucesso portugueses, e tentar perceber o porque de eles terem tanto sucesso.
  6. Enquanto não conseguir um estágio na Blitz, fazer aqui as minhas criticas de álbuns e singles: e quem sabe até entrevistas a bandas. Deixei este para o fim, porque ainda estou a trabalhar nisto. Não sei bem o que me impede de escrever criticas de álbuns. Talvez seja o facto de pensar que ainda tenho muito que aprender em relação á música. Talvez seja o facto de não saber muito bem como estruturar os artigos. Penso que acima de tudo tenho medo. Não é de certeza preguiça. Já que tenho já algumas escritas na minha pasta de rascunhos e sou sempre a primeira a saber das últimas novidades já que subscrevo a tudo quanto é revista. Custa-me é carregar no botão publicar…:( Afinal de contas eu quero muito entrar nesta área, e sou muito eclética e penso que consigo reconhecer quando tenho um álbum bom á minha frente. Mas prometo a vocês meu caros leitores que até Dezembro de 2010 terao aqui dez criticas de álbuns. Por vezes, é preciso desafiarmo-nos a nós mesmas ou não vamos a lado nenhum, estagnando.

E vocês tem um blog? Será que podem dar algum conselho ou dica?

Anúncios

One Comment Add yours

  1. hello, ponto a ponto.

    Ponto 1 ….
    tenho o blog e posto de vez em quando. Aproveito para te contar um segredo, as vezes me esqueço do endereço do blog e tenho e andar a bisbilhotar o histórico do browser para o encontrar.

    Ponto 2…
    “As pessoas muito exigentes consigo mesmas tentam sempre ser tangentes a perfeição” by Russelius Ernestius, as vezes vejo textos que escrevi outrora e noto a diferença abismal na escrita, escolha das palavras e disposição de ideias , pontuação etc, é vergonhoso, mas por outro lado, fico contente pela evolução exponencial que sofri.Aos bloguers aconselho a analise minuciosa do conteúdo.Tudo porque, conteúdo mal exposto afugenta visitantes.

    Ponto 3
    De facto, ler bastante ajuda muito uma vez que nos torna mais cultos e temos mais informação a partilhar com os outros.

    ponto 5.
    Uma coisa que reparei quando fazia um trabalho sobre microblogs, descobri que as relações na vida real são quase semelhantes a vida virtual, uma vez que quanto mais socializáveis formos na blogEsfera mais capacidade temos de juntar pessoas ao redor.é um facto curioso, mas se olharmos para o Twitter por exemplo tal acontece ou então para o exemplo da Angie Lopes…. LOOL

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s