*Miranda

amigas separadas

Imagem: Rags and Mags

Algumas pessoas estão destinadas a passar pela nossa vida, só para nos ensinar algo sobre nós. Estarão, só por um curto período de tempo, não ficarão nossas amigas, e não serão convidadas para o nosso casamento ou nem sequer falaremos delas aos nossos pais ou amigos mais íntimos. Isso é algo que aprendi. Algumas pessoas, simplesmente, não estarão na nossa vida para sempre.

Podem ser, aquele namorado de longa data, aquela amiga de escola que, que só o é durante o tempo das aulas e desaparece nas férias do Verão. Ou aquela amiga da Universidade, que apesar de nos vermos todos os dias e irmos tomar café juntas, começamos, aos poucos, a ter cada vez mais certeza que ela será só mais uma que não apresentarei á minha mãe.

A *Miranda (nome fictício) é só uma das muitas amigas que não ficarão na minha vida. Ela ao longo de dois anos, mostrou-me tudo o que eu não deveria ser como mulher. Apesar de ser muito inteligente e com um óptimo sentido de humor, aos poucos fui-me apercebendo que ela é o oposto do que eu quero ser, como mulher e amiga.

Passo a explicar: Conheci a Miranda no meu primeiro dia da faculdade. Ela sempre se mostrou disposta a ajudar-me com o inglês e achava piada o facto de ser portuguesa e ter abandonado tudo para ir estudar para Inglaterra, sem sequer saber falar inglês.

Aos poucos fomo-nos tornando cada vez mais próximas, indo a festas juntas e a ter as típicas conversas de mulheres, irmos ás compras juntas, etc. O problema é que ela sempre deixou bem claro que não confia em ninguém, isto incluindo amigas mais próximas e a própria mãe. Sempre deixou bem claro que não dependia de ninguém e que ela sabia que toda a gente tinha inveja dela, por ela ter o seu próprio negocio e o facto de ela não conseguir manter um namorado por muito tempo, devia-se ao facto de os homens sentirem-se intimidados com o seu estatuto de mulher de negócios, de 19 anos. Podem imaginar a minha reação a ouvir isto. Desatei-me a rir, claro está, e disse-lhe que ela devia ganhar juízo.

Ao longo dos anos fui-me separando cada vez mais dela. As conversas tornavam-se cada vez mais repetitivas e entediantes e fui-me me dando conta de quanto egoísta ela consegue ser. Como ela está tão fechada no seu próprio mundo, ela não consegue reparar, ou sequer quer saber, de outras opiniões ou do que se passa á sua volta.

Foi uma das pessoas que mais me desapontou, porque como disse ela é extremamente inteligente, engraçada e gostaria mesmo ser amiga dela.

Depois de mais um café entediante que tive todo a tempo calada enquanto ela falava por três horas de si mesma, tive que fazer uma lista, pela primeira vez na minha vida, dos pros e contras de ela ser amiga dela, como se tivesse 10 anos. Já não dava tive que tomar uma acção infantil mas racional.

Prós:

  • Inteligente
  • Engraçada
  • Colega de turma, por isso dá jeito ter quem falar entre as aulas

Contras:

  • Julga demasiado todas, repito, TODAS as pessoas á sua volta. Incluindo nas suas relações pessoais, maneira de vestir, maneira de usar o cabelo, etc.
  • Acha-se melhor que as pessoas á sua volta por ter o seu próprio negocio e por ter o seu próprio apartamento, mesmo sendo estudante
  • Tem muito medo de ser julgada e criticada mas não admite. Quando vai sair em todos os seus movimentos, age como se tivesse a ser constantemente vigiada por paparazzis, as poses nas fotos, a maneira de dançar (com poses) aonde vai fazer compras, só nos sítios mais caros, porque uma ‘mulher’ com o seu estatuto não pode ser vista a comprar na Primark ou na Poudland ( loja de €1.5).
  • Relaciona-se com algumas raparigas, só porque são populares e gosta de se ver ao pé delas porque pensa que isso pode adquiri-lhe popularidade, apesar de não gostar delas.
  • Quer com todas as suas forcas um namorado, mas não admite. Normalmente diz que ta bem sozinha, que não quer homem nenhum, mas está sempre a falar deles e á procura deles
  • Gaba-se que não dormiu com todos os seus namorados e acha-se melhor que as outras mulheres que o fazem. O problema aqui, é que a relação mais duradoura que teve durou só um ano, foi com o amor da vida dela e só dormiu com ele uma vez, porque teve que ser…porque queria essa marca na vida dela, não porque que queria. Os outros namorados todos não demoraram mais de um mês, e mesmo assim gaba-se por não ter dormido com a maior parte deles. Só com os mulatos, bonitos de cabelo fino, isso foi um bocado mais rápido…
  • Nunca posso contar com ela e nunca me diz a verdade quando mais preciso. Por vezes, só preciso que alguém me diga Angie abre os olhos, estás a ser parva, vais ver que tudo vai correr bem no final. Mas não. NADA. Só depois de eu resolver as coisas sozinha, ou com a ajuda das minhas amigas de sempre, e de estar de novo com os pés assentes no chão, é que ela me diz o que pensa.
  • Tínhamos grandes conversas quando éramos comprometidas, mas depois de virarmos solteiras, não tenho o que falar com ela, o que me leva ao ponto seguinte
  • Só sabe falar dela, de homens e do negocio dela. Outros temas mais interessantes….é para esquecer. Porque como disse, ela vive num mundo só dela.
  • Não dá para ter qualquer discussão com ela. Ela é exactamente como o Muhammad Ali “Não sei o que digo a maior parte das vezes, mas sei que tenho razão”. O que impossibilita qualquer conversa, mesmo que seja para lhe avisar que ela está a fazer algo mal, algo que lhe vai prejudicar ou ajudar a crescer.
  • Ela é a parte Smart da campanha Be stupid da Diesel
  • A parte mais irritante é que acha que uma mulher negra só é bonita se for mulata e com caracóis no cabelo. Por isso, cada vez que ela tem um namorado procura sempre os mulatos ou brancos por que diz que isso lhe dará mais possibilidades de ter filhos mulatos com caracóis.

Vou me lembrar sempre dela, como um exemplo daquilo que me posso tornar se não tiver cuidado e muita humildade. Tornar-me numa pessoa que julga e desconfia demasiado das pessoas, que não sabe ser humilde e agradecer o que tem, que não sabe ser amiga, dando ou recebendo conselhos, que tem medo de viver a vida ao maximo porque tem medo do que os outros podem dizer.

Foi muito importante ela ter aparecido na minha vida, mas não será uma pessoa que eu vou querer manter ao meu lado, por muito tempo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s